1

Temos em Arquivo

Vídeo etnográfico do Museu da Memória Rural de Carrazeda de Ansiães torna-se "viral" no facebook

É um vídeo produzido para o Museu da Memória Rural de Carrazeda de Ansiães, mais exatamente para o Núcleo Museológico da Telha inaugurado no passado mês de julho. Chama-se "Fazer Telha" e recria todo o processo de fabrico da telha tradicional, estando quase a atingir as 55.000 visualizações no facebook.

Vídeo etnográfico do Museu da Memória Rural torna-se viral 
O facebook já nos habitou a um número de visualizações grandioso de pequenos trechos de vídeo que se colocam nesta rede social. É habitual encontrarmos milhões de visualizações para conteúdos de habilidades feitas por bebés, por gatinhos ou por cãezinhos que derretem a nossa sensibilidade quando nos passeamos pela rede do senhor Mark Zuckerberg.

Menos habitual, e geralmente com menos sucesso, são os vídeos de produção mais cuidada, que tentam transmitir conteúdos educativos ou pedagógicos. Contudo, existem exceções e o vídeo "Fazer Telha" produzido para o discurso museográfico que integra o Núcleo Museológico da Telha do Museu da Memória Rural de Carrazeda de Ansiães é uma delas.

Ficamos surpreendidos com o sucesso que o vídeo teve na internet. Já produzimos perto de duas dezenas de vídeos com conteúdos semelhantes para o mesmo museu e nunca tivemos um tão grande número de visualizações.”, refere Isabel Lopes, técnica da Câmara Municipal de Carrazeda de Ansiães, instituição proprietária do núcleo museológico. “ Não sabemos se são os bois que prendem logo no início a atenção do espetador, o certo é que o número de visualizações disparou no primeiro dia em que o vídeo foi colocado na página do facebook do museu e desde aí ainda não parou de crescer” refere.

A técnica da autarquia, que também é responsável pelo trabalho de musealização efetuado no Museu da Memória Rural, salienta a importância que este sucesso tem para a divulgação dessa estrutura cultural. “ Estamos quase nas 55.000 visualizações , tendo sido efetuadas 665 partilhas, o que é muito bom para a divulgação do trabalho de musealização que a nossa autarquia está a fazer no território concelhio através do Museu da Memória Rural. É raro atingirem-se shares desta dimensão para vídeos sobre conteúdos etnográficos e sobretudo para vídeos produzidos em Trás-os-Montes”, diz Isabel Lopes.



O vídeo recria o processo de fabrico artesanal da telha, desde a extração até à cozedura, revestindo-se de um importante papel educativo e pedagógico, sobretudo para os mais novos “que assim ficam informados do trabalho árduo e complicado que era necessário despender para obter uma telha de meia-cana”, um tipo de telha cujo fabrico foi abandonado a partir de meados do séc. XX .

Entre finais do séc. XIX e meados do séc. XX , a zona situada entre a aldeia de Luzelos e as portas da vila de Carrazeda de Ansiães chegou a concentrar sete unidades artesanais de fabrico de telha tradicional. Foi uma atividade que marcou a história do trabalho destas duas localidades, ficando a memória desse passado imortalizada no projeto de musealização de uma das telheiras que agora pode ser visitada em Carrazeda de Ansiães, na aldeia de Luzelos, e para a qual o vídeo foi produzido para ilustrar visualmente todo esse trabalho artesanal.

O Museu da Memória Rural tem vindo a constituir-se como um projeto de musealização territorial inovador dentro da região transmontana. Organizado a partir de uma unidade sede, o projeto integra já quatro núcleos territoriais diferentes que abordam temáticas do património rural e da cultura imaterial do concelho de Carrazeda de Ansiães. Neste momento o museu constitui-se pelo edifício central, situado em Vilarinho da Castanheira, e pelos núcleos territoriais do Lagar de Azeite da Lavandeira, o Moinho de Vento de Carrazeda de Ansiães, os Moinhos de Rodízio da Ribeira do Couto e o núcleo Museológico da Telha da aldeia de Luzelos.

Vídeo etnográfico do Museu da Memória Rural de Carrazeda de Ansiães torna-se "viral" no facebook Reviewed by Notícias do Nordeste on quinta-feira, novembro 09, 2017 Rating: 5

1 comentário:

  1. É sem dúvida um grande trabalho aquele que o Museu está a fazer em Carrazeda de Ansiães. Só ainda não visitei por dentro o Moinho de Vento mas já visitei os outros todos e gostei muito . Acho que não há outro caso no Norte, pelo menos que eu conheça. Continuem e boa sorte

    ResponderEliminar

O Notícias do Nordeste informa que os comentários são sempre da exclusiva responsabilidade dos seus autores, mesmo quando feitos sob a forma de anonimato. Este é um espaço público e de partilha de ideias e opiniões. Identifique-se com o seu nome verdadeiro, mas não forneça os seus dados pessoais como telefone ou morada, e por favor não utilize linguagem imprópria para veicular a sua opinião. Obrigado!
Informa-se ainda que todos os comentários ofensivos feitos sobre a forma de anonimato serão removidos pelos gestores do site.

Formulário de Contacto

Nome

Email *

Mensagem *

Com tecnologia do Blogger.