1

Temos em Arquivo

Morreu Leandro Vale, o actor e encenador que dedicou parte da sua carreira à dinamização e ao fomento da atividade teatral no Nordeste Transmontano

Morreu hoje Leandro Vale, um resistente que colocava em tudo o que fazia a sua marca de militante de esquerda. Ligado ao Partido Comunista, Leandro vale distinguiu-se como actor, escritor, dramaturgo e encenador. 


Leandro Vale. Foto de Paulo Patoleia
Foi um dos grandes impulsionadores das artes cénicas na região de Trás-o-Montes, tendo escolhido primeiro Bragança e depois Torre de Moncorvo, onde viveu até perto dos seus últimos dias.

Leandro Vale nasceu em Travanca de Lagos, concelho de Oliveira do Hospital a 18 de Agosto de 1940. Formado pelo Conservatório de Lisboa, dedicou toda a sua carreira à promoção da actividade teatral fora dos grandes centros urbanos. Foi um dos Fundadores do CITAC (Circulo de Iniciação Teatral da Academia de Coimbra) em 1955 e trabalhou durante vários anos no Teatro Experimental do Porto.

Para a televisão manteve ao longo de meio ano um programa semanal na RTP Açores. Além do teatro trabalhou também como jornalista e radialista e no cinema participou na longa-metragem “Sombra dos Abutres” do realizador Leonel Vieira.

Escreveu 180 peças de teatro, das quais 102 chegaram a ser representadas.

Ultimamente estabelecia uma relação artística com Cuba que considerava como a sua segunda pátria. Nesse âmbito desenvolveu alguma actividade cultural neste país , tendo estado presente no Festival Internacional de Teatro de Havana, dirigindo uma companhia de Holguin, a segunda cidade de Cuba, o Trevol Teatro, num texto de sua autoria intitulado “La Obscuridad Transparente”, baseado no julgamento dos 5 de Miami, um trabalho encomendado pelo Ministério Cultural Cubano.


Leandro Vale foi ainda o responsável por uma missão portuguesa no mais importante certame cultural da América Latina.

O actor e encenador que dedicou parte da sua carreira à dinamização e ao fomento da atividade teatral no Nordeste Transmontano deixou-nos hoje, dia  2 de Abril de 2015.
Morreu Leandro Vale, o actor e encenador que dedicou parte da sua carreira à dinamização e ao fomento da atividade teatral no Nordeste Transmontano Reviewed by Notícias do Nordeste on quinta-feira, abril 02, 2015 Rating: 5

2 comentários:

  1. Os meus mais sentidos pêsames; Ao grande Actor, encenador e sobretudo ao Homem que foi Leandro Vale, que descanse em paz.

    ResponderEliminar
  2. O Leandro do Vale também passou por Évora, pelo Centro Cultural de Évora onde foi um excelente encenador e um actor de excelência. Foi aqui, em Évora, que o conheci e tive o privilégio de privar com ele; com ele aprendi muito, convivi muito e ri muito. Era um Homem maravilhoso, um ser excepcional. Um beijo enorme Leandro. Até sempre amigo...!

    ResponderEliminar

O Notícias do Nordeste informa que os comentários são sempre da exclusiva responsabilidade dos seus autores, mesmo quando feitos sob a forma de anonimato. Este é um espaço público e de partilha de ideias e opiniões. Identifique-se com o seu nome verdadeiro, mas não forneça os seus dados pessoais como telefone ou morada, e por favor não utilize linguagem imprópria para veicular a sua opinião. Obrigado!
Informa-se ainda que todos os comentários ofensivos feitos sob a forma de anonimato serão removidos pelos gestores do site.

Noticias do Nordeste © 2005 - 2018 | Registo ERC:125301
Periodicidade: Diário | Diretor: Luis Pereira | Ficha Técnica|Estatuto Editorial

Formulário de Contacto

Nome

Email *

Mensagem *

Com tecnologia do Blogger.