1

Temos em Arquivo

Desemprego dispara em Alfândega da Fé com o fim das grande obras no concelho

Segundo as estatísticas do passado mês de abril, o desemprego ultrapassou a fasquia dos 48 por cento no concelho de Alfândega da Fé. Estes valores devem-se ao facto de terem terminado as grandes obras na região, como  foi o caso da construção da barragem do Baixo Sabor ou a construção do IC5.

Alfândega da Fé
De acordo com os dados do Instituto de Emprego e Formação Profissional, o número de desempregados em Alfândega da Fé subiu de 312 para 463 em abril face ao mesmo mês do ano passado. É a maior subida do desemprego em Portugal.

Berta Nunes, presidente da Câmara Municipal de Alfândega da Fé considera ser este um dos mais graves problemas com que actualmente se debate, uma vez que a autarca, num curto espaço de tempo, vê duplicar a taxa de desemprego no seu concelho.

Berta Nunes, em declarações à Antena 1, diz que o quadro económico concelhio é débil e incapaz de criar muitos postos de trabalho. “ A agricultura, não cria muitos postos de trabalho e os serviços estão neste momento em grande contenção, pelo que estas duas actividades económicas não trazem no momento grandes oportunidades de emprego”, referiu.

A autarca está interessada em manter no concelho todos os jovens que agora perderam o emprego com o fim das obras de construção da barragem do Baixo Sabor, mas isso só se pode fazer se houver motivos de atractividade que não deixem os mais jovens emigrar na busca de melhores oportunidades de vida, contribuindo desta forma para o processo imparável de despovoamento da região.

[post_ad]
Por isso Berta Nunes pede ao poder central mais investimento público em Alfândega da Fé. “ O problema só se resolve com um forte investimento da parte do poder central. Se não houver essas políticas públicas e de apoio à iniciativa privada que se direccionem para o interior, o que vai acontecer é o que tem vindo sempre a acontecer, ou seja, as pessoas ficam desempregadas, não conseguem arranjar emprego e emigram”.

Berta Nunes, na mesma entrevista à Antena 1, mostra-se um pouco céptica ao referir-se ao novo quadro comunitário, enquanto instrumento de investimento no interior capaz de diminuir a fraca atractividade destes territórios. “Há muito pouco dinheiro nestes fundos comunitários. Há muito investimento que é direccionado às empresas mas é direccionada para a inovação e internacionalização. A nossa suspeita, o nosso medo e o nosso receio é que no fim deste quadro comunitário, da forma como nós estamos a ver o quadro a ser desenhado, é que estejamos ainda pior”.
Desemprego dispara em Alfândega da Fé com o fim das grande obras no concelho Reviewed by Notícias do Nordeste on quinta-feira, junho 04, 2015 Rating: 5

4 comentários:

  1. Ai sim?!!!então o progresso económico, a prosperidade o desenvolvimento não vinha com a barragem. Então rebentaram com a paisagem toda que poderia no futuro fixar jovens com pequena empresas de turismo da natureza e agora aqui del rei que há desemprego e os jovens vão embora!! Não merecei mais dos que o tendes, digo eu que já me pirei daí à muito e não conto voltar. Palhaçada! Ide agora ter com EDP para criar empregos e fixar a população!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  2. O dinheiro da barragem/EDP foi gasto em folclore e foguetes pelo municípios e agora é que se lembram dos empregos. E o estado não pode ser o empregador universal e único

    ResponderEliminar
  3. Admirável!!!Então a barragem não cria empregos?!!!!! Pensei que o problema do desemprego estava resolvido nos concelhos de Alfândega da Fé e Torre de Moncorvo. Tristeza de governantes! Povo que não merece melhor!

    ResponderEliminar
  4. Na minha opinião em vez de andarem a pagar dividas aos habitantes de mercearias talhos tudo o que se possa imaginar que isso torna-se um ciclo viçioso e habitua as pessoas a não fazerem nada pela vida (conheço bem a realidade dessa zona do pais) deviam dar a cana para pescarem e usar os terrenos que estão abandonados , incentivar as pessoas a cultiva-los e apostar em projetos baseados no que dá a agricultura. Pense nisso Sra. Presidente da camara.

    ResponderEliminar

O Notícias do Nordeste informa que os comentários são sempre da exclusiva responsabilidade dos seus autores, mesmo quando feitos sob a forma de anonimato. Este é um espaço público e de partilha de ideias e opiniões. Identifique-se com o seu nome verdadeiro, mas não forneça os seus dados pessoais como telefone ou morada, e por favor não utilize linguagem imprópria para veicular a sua opinião. Obrigado!
Informa-se ainda que todos os comentários ofensivos feitos sob a forma de anonimato serão removidos pelos gestores do site.

Noticias do Nordeste © 2005 - 2018 | Registo ERC:125301
Periodicidade: Diário | Diretor: Luis Pereira | Ficha Técnica|Estatuto Editorial

Formulário de Contacto

Nome

Email *

Mensagem *

Com tecnologia do Blogger.