1

Temos em Arquivo

“Lapantim” vai revisitar a obra de Giacometti: Aldeias de Parada e Gimonde são as primeiras a participar no projecto

Uma personagem ficcionada, três músicos profissionais, duas aldeias e dois concertos são a base do projecto “Lapantim” que pretende resgatar a memória colectiva transmontana através da recolha de músicas tradicionais e do legado deixado por Michel Giacometti.

“Trata-se de um projeto musical baseado no storytelling, em que a personagem que narra a história – o Lapantim – redescobre a obra de Giacometti e decide seguir os passos do etnomusicólogo francês nas aldeias de Parada e Gimonde”, resume Pedro Cepeda, mentor do projecto.
Os músicos Cristiano Ramos, Rúben Santos e Tânia Pires fizeram já uma primeira recolha na aldeia de Parada e preparam-se para ir, ainda durante este mês, à aldeia de Gimonde, onde querem contactar de perto com a população e poder recuperar algum do seu imaginário musical.

PUB

Anuncie no Notícias do Nordeste! Contacte-nos!
Consulte a tabela de preços 

O projecto “Lapantim” quer criar um vínculo com o passado, explorando a memória colectiva das aldeias que foram tocadas pelo génio de Giacometti. “O Lapantim quer contar a história de um povo, um “Povo Que Canta”, como lhe chamou Giacometti, mas, sobretudo, de ouvir narrativas inesquecíveis contadas na primeira pessoa pelas comunidades de Parada e Gimonde. Para nós, este projecto é um ato genuíno de partilha, de valorização da identidade e da memória do povo transmontano através da música”, explica Pedro Cepeda.

Terminadas as recolhas em ambas as aldeias, o projecto mostrará os seus resultados ao público. Estão previstos dois concertos no Bar Praça 16, em Bragança, a 28 de Fevereiro (dedicado a Parada) e a 26 de Março (dedicado a Gimonde). “Numa segunda fase, os espetáculos serão apresentados nas duas aldeias para envolver as respectivas comunidades. Posteriormente, existe ainda a hipótese de fazer recolhas noutras aldeias de Trás-os-Montes, por onde Giacometti passou, como são os casos de Tuizelo e de Nozedo de Cima, no concelho de Vinhais, e Paradela e S. Martinho de Angueira, no concelho de Miranda do Douro”, adianta o mentor do projecto “Lapantim”.

Giacometti como ponto de partida
Michel Giacometti (1929-1990) foi um etnomusicólogo nascido na Córsega (França) que escolheu Portugal para fazer recolhas etno-musicais, havendo registos referentes a mais de 600 freguesias em território nacional. Em 1959, estabeleceu-se em Portugal e escolheu o Nordeste Transmontano como objecto de estudo, acabando por viver em Bragança. Nesta zona do País, gravou músicas tradicionais de cantadores do povo, trabalho incluído no programa “Povo que Canta”, que durante três anos preencheu a grelha da RTP.

Pela excelência da sua obra e reconhecimento pelo seu trabalho, o nome de Michel Giacometti ficou perpetuado, havendo inclusivamente, em Setúbal, um Museu em sua homenagem.

“Lapantim” vai revisitar a obra de Giacometti: Aldeias de Parada e Gimonde são as primeiras a participar no projecto Reviewed by Notícias do Nordeste on quinta-feira, fevereiro 22, 2018 Rating: 5

Sem comentários:

O Notícias do Nordeste informa que os comentários são sempre da exclusiva responsabilidade dos seus autores, mesmo quando feitos sob a forma de anonimato. Este é um espaço público e de partilha de ideias e opiniões. Identifique-se com o seu nome verdadeiro, mas não forneça os seus dados pessoais como telefone ou morada, e por favor não utilize linguagem imprópria para veicular a sua opinião. Obrigado!
Informa-se ainda que todos os comentários ofensivos feitos sobre a forma de anonimato serão removidos pelos gestores do site.

Formulário de Contacto

Nome

Email *

Mensagem *

Com tecnologia do Blogger.